Página do Museu da Ciência
FICHA DE OBJECTO
Nº inventário - FIS.0070
Designação objecto - Bate-estacas
Título - Modelo de bate-estacas
Descrição - Dalla Bella, na descrição que faz deste instrumento no Index Instrumentorum, refere-o como um bate-estacas muito elegante para cravar estacas, acrescentando que podia ser facilmente movimentado apenas por dois homens. Refere ainda que foi inventado pelo Conde Gazzola de Verona. O princípio de funcionamento de um bate-estacas é simples: trata-se de içar um pesado maço, de algum modo preso a uma corda, deixando-o depois cair verticalmente sobre a estaca, convenientemente colocada no chão. Desde o modelo mais primitivo, em que o maço era içado à custa do esforço de vários homens, o bate-estacas foi sofrendo transformações e melhoramentos ao longo dos tempos, quer no processo de puxar o maço quer no de o deixar cair. Neste modelo para içar o maço é usado um sarilho colocado na base da estrutura de suporte. Como em qualquer outro sarilho, existe uma corda que se prende no seu eixo e nele se vai enrolando. Neste caso essa corda sobe ao longo da estrutura, passa por uma roldana colocada no topo da mesma, indo depois prender-se a uma mola, tipo mola de roupa, onde o maço está suspenso. Quando o maço atinge o topo da estrutura, um processo simples faz abrir a mola, deixando-o cair sobre a estaca.
Autorias - Joaquim José dos Reis [Construtor]
Categorias - Instrumento científico\Modelo didáctico
Materiais - Madeira
- Metal\Ferro
- Cordão
Medidas - 66 Centímetros Altura
- 26.5 Centímetros Comprimento
- 30 Centímetros Profundidade
Inscrições - Número de Inventário | E.V.149

| imprimir |
Desenvolvido por Sistemas do Futuro
Projecto Co-financiado