Página do Museu da Ciência
FICHA DE OBJECTO
Nº inventário - FIS.0489
Designação objecto - Microscópio
Título - Microscópio composto e estojo
Descrição - Microscópio composto oferecido à Universidade de Coimbra em 1731, por Jacob de Castro Sarmento, um médico judeu, português, à data residente em Londres. A oferta destinava-se aos professores de Medicina de Coimbra para as suas observações botânicas e anatómicas. Foi posteriormente incluído no Gabinete de Física, não sabemos exactamente em que data. Sabe-se apenas que estava já incluído no Index Instrumentorum, datado de 1788, mas escrito, muito provavelmente, em 1782. O microscópio está guardado num estojo próprio, de madeira com uma pega, o qual possui também a inscrição do número de inventário. Na parede do fundo tem colado um papel com a identificação do construtor, Culpeper. Na gaveta estão guardadas três objectivas, uma peça de marfim sem identificação e restos do microscópio simples referido no número 351 do Index Instrumentorum. Foi recentemente (Agosto/2005) identificado um acessório deste microscópio. É uma peça de latão (Inv.Nº.2061), com a forma de uma pá, que se adapta à platina do microscópio e que aparece associada a microscópios, mas desconhecemos a sua finalidada. Foi colocada na gaveta do microscópio. O estojo do microscópio foi uma das peças vendidas no tão falado leilão de 1911. O Professor Mário Silva foi posteriormente encontrá-la nas mãos de Abílio Marques dos Santos, antigo bedel da Faculdade, tendo então regressado ao seu antigo e devido lugar.
Autorias - Edmond Culpeper [Construtor]
Categorias - Instrumento científico
Materiais - Madeira\Ébano
- Metal\Bronze
- Pele\Pele de raia
- Vidro
- Vidro [Espelhado]
- Papel
- Madeira
- Metal\Latão
Medidas - 36 Centímetros Altura
- 13.5 Centímetros Diâmetro
- 44.5 Centímetros Altura [Estojo]
- 19.3 Centímetros Comprimento [Estojo]
- 17.5 Centímetros Profundidade [Estojo]
Inscrições - Número de Inventário | V.IV.358 | 1788
- Construtor | "JACOB de CASTRO SARMENTO, MEDICUS LUSITANUS, REGALLIS COLEGII. MEDICORUM LONDINENSIUM COLLEGA, REGIAE que SOCIETATIS SOCIUS, DONAVIT ACADEMIAE CONIMBRICENCI, in USUM MEDICINAE PROFESSORUM ad OBSERVATIONES BOTANICAS et ANATOMICAS CONFICIENDAS, Anno MDCCXXXI (CULPEPER LONDINENS, invenit et FECIT). | Anterior a 1731

| imprimir |
Desenvolvido por Sistemas do Futuro
Projecto Co-financiado